BIOIMPEDANCIOMETRIA

A bioimpedanciometria ou análise da bioimpedância é um exame que permite a avaliação da composição corporal de um indivíduo. É um método rápido, não invasivo, indolor e preciso. Essa análise é realizada através de um aparelho que promove a passagem de uma corrente elétrica de baixa intensidade pelo corpo.

Quando uma corrente elétrica é aplicada ao corpo humano, há sempre uma resistência ao fluxo, variável conforme as propriedades dos diferentes tecidos corporais. Os tecidos magros são bons condutores e oferecem baixa resistência, pois contêm grande quantidade de água e eletrólitos. A partir da análise da condutibilidade do corpo, um equipamento de bioimpedanciometria pode obter muitos dados relativos à constituição corporal.

Existem vários tipos de aparelhos disponíveis e os mais avançados possibilitam avaliações cada vez mais completas. Os resultados permitem ao médico conhecer o percentual de gordura, a massa magra e quantidade de água corporal do indivíduo. A taxa metabólica (ou gasto energético diário) do paciente também pode ser medida e é uma informação importante para a busca do equilíbrio do estado nutricional (adequação do consumo de calorias perante o gasto total do organismo).

Além de fornecer dados sobre a condição atual do paciente, o exame pode determinar a composição corporal ideal (ou peso teórico ideal), conforme sexo, idade e preparo físico. A bioimpedanciometria ainda pode ser útil para monitorar as alterações da composição corporal do paciente durante um período de treinamento físico ou tratamento dietético. Nesse caso, se recomenda a realização de exames seriados, preferencialmente com intervalos regulares.

PERFIL GENÉTICO

O material genético define as características pessoais de cada ser humano, suas habilidades e suas limitações.

O mapeamento genético de um indivíduo apresenta ao médico diversas informações que podem ser utilizadas para aperfeiçoar o seu tratamento. Essa é uma metodologia inovadora de investigação que possibilita o diagnóstico preciso e o tratamento individualizado de cada paciente.

A coleta de material genético é um procedimento simples, rápido e indolor. A amostra de células utilizada para a análise laboratorial é coletada através da raspagem da parte interna da bochecha (mucosa bucal).

O perfil genético tem sido utilizado especialmente para a avaliação da suscetibilidade a determinadas doenças. No campo da nutrição, os testes têm sido empregados para avaliar as necessidades nutricionais individuais, a predisposição à obesidade e a tendência genética para o desenvolvimento de certas intolerâncias alimentares (como intolerância ao glúten e à lactose, por exemplo). Além disso, no âmbito da nutrologia esportiva, está em evidência a análise dos marcadores genéticos relativos ao potencial atlético de um indivíduo. Os resultados obtidos permitem o melhor entendimento das reações do organismo durante a prática esportiva e podem ser utilizados na elaboração de tratamentos específicos para a melhora do desempenho físico.

Open chat